NH: Santander sofre tentativa de assalto; Sindicato cobra emissão do CAT

27 de novembro de 2017

Ocorrência com troca de tiros e reféns foi registrada na agência que fica na esquina entre as ruas Joaquim Nabuco e Pedro Adams Filho, por volta das 11h da manhã.

Arquivo: diretores do Sindicato dos Bancários de NH e Região em ato durante a Greve Geral de 28 de abril de 2017

Arquivo: diretores do Sindicato dos Bancários de NH e Região durante a Greve Geral de 28 de abril de 2017

Uma agência do banco Santander sofreu uma tentativa de assalto na manhã desta segunda-feira, dia 27, em Novo Hamburgo (foto). Segundo relatam funcionários e clientes, por volta das 11h, homens armados invadiram a agência, na esquina entre as ruas Joaquim Nabuco e Pedro Adams Filho, no Centro, e anunciaram o assalto; eles teriam pedido que os clientes ficassem tranquilos porque o objetivo era roubar apenas o dinheiro do banco. A polícia não confirma se houve subtração de valores.

Não há informações precisas quanto à quantidade de homens envolvidos, mas pelo menos quatro teriam fugido antes da chegada da Brigada Militar, às 11h20. Um quinto invadiu uma papelaria na quadra seguinte ao banco, na rua Joaquim Nabuco, entre as ruas Pedro Adams Filho e Bento Gonçalves, e fez dois reféns. Em seguida, foi rendido pela polícia militar e preso em flagrante. Houve troca de tiros.

A informação de que um dos homens estaria escondido no edifício Box Center, quase ao lado da papelaria, levou a polícia a fazer buscas no local, mas nenhum suspeito foi encontrado. O trânsito na região ficou interrompido até por volta das 12h15min.

Comunicação de Acidente de Trabalho

Dirigentes do Sindicato dos Bancários e Financiários de Novo Hamburgo e Região estiveram no local do incidente ao longo da tarde para saber da situação dos funcionários e exigir a emissão da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) por parte da direção do Santander. “Os bancos costumam relutar, alegando que assalto não seria acidente de trabalho”, explica o diretor Everson Gross. “Não temos nenhuma dúvida de que se trata, sim, de acidente de trabalho e exigimos a emissão do documento.”

Segundo informa a página eletrônica do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) é um documento emitido para reconhecer tanto um acidente de trabalho ou de trajeto como uma doença ocupacional. Como acidente, define que é: o ocorrido no exercício da atividade profissional a serviço da empresa ou no deslocamento, e que provoque lesão corporal ou perturbação funcional que cause a perda ou redução – permanente ou temporária – da capacidade para o trabalho.

Everson Gross antecipa que caso o Santander não se manifeste, a direção do Sindicato emitirá o CAT e denunciará o banco ao Ministério Público do Trabalho (MPT) por descumprimento de Termo de Ajuste de Conduta (TAC) que obriga os bancos à emissão em casos como esse.

Com informações de Jornal NH.

FOTO: Felipe de Oliveira / Versão Final Comunicação

 

 

 

Localização

Rua João Antônio da Silveira, 885, Centro, Novo Hamburgo

Revista 2ª Via

Edição nº 294
Agosto/2017
  • Conferência: em meio aos ataques aos trabalhadores, bancários definem pauta da Campanha Nacional 2017 (páginas 06 e 07)
  • Editorial: a CLT já foi… E a aposentadoria? (página 02)
  • Bradesco: adesão ao PDVE tem que ser voluntária (página 03)
  • Reforma trabalhista: quadro compara legislação e destaca perdas para os trabalhadores (páginas 08, 09, 10 e 11)
Ver essa edição Ver edições antigas

Parceiros:

Direitos reservados - Sindicato dos Bancários e Financiários de Novo Hamburgo e Região