Primeira presidenta da história da Contraf-CUT assume cargo oficialmente

16 de abril de 2018

juvandia_moreira

A primeira presidenta da história da Contraf-CUT, Juvandia Moreira, assumiu o cargo oficialmente dia 15 de abril. Ao lado dela, a nova diretoria fica no comando da Confederação até 2022. A gestão irá colocar em prática o Plano de Lutas da categoria, aprovado pelos delegados presentes no 5º Congresso da Contraf-CUT.

“Assumimos num dos momentos mais difíceis de nossa história devido ao golpe dado contra toda a classe trabalhadora, a democracia brasileira e a soberania nacional. A nossa saída passa por muita unidade e luta. Só assim conseguiremos reverter a retirada de direitos e a rearticulação do projeto neoliberal que tanto afeta aos trabalhadores e especificamente a categoria bancária”, afirmou Juvandia Moreira.

Nascida em Nova Soure, no agreste baiano, Juvandia Moreira Leite chegou a São Paulo no início dos anos 90. Logo, iniciou sua trajetória trabalhando no Banco Bradesco, área de câmbio. Formou-se em Direito com pós-graduação em política e relações internacionais. Começou a fazer parte do Sindicato dos Bancários de São Paulo em 1997, onde passou pela Secretaria de Assuntos Jurídicos e de Organização, foi também secretária-geral.

Em 2010, o esforço foi compensado quando assumiu a Presidência da entidade. Um grande marco, já que era a primeira mulher a presidir a instituição de quase um século de existência.

Juvandia sucede a Roberto von der Osten, que passa a ocupar a Secretaria de Relações Internacionais. Durante seu mandato na presidência, o Brasil sofreu um golpe contra a democracia. Além de enfrentar este cenário adverso, um dos seus principais feitos à frente do Comando Nacional dos Bancários, von der Osten conquistou um acordo de dois anos, o que garantiu a manutenção de direitos e aumento real para a categoria.

Localização

Rua João Antônio da Silveira, 885, Centro, Novo Hamburgo

Revista 2ª Via

Edição nº 294
Agosto/2017
  • Conferência: em meio aos ataques aos trabalhadores, bancários definem pauta da Campanha Nacional 2017 (páginas 06 e 07)
  • Editorial: a CLT já foi… E a aposentadoria? (página 02)
  • Bradesco: adesão ao PDVE tem que ser voluntária (página 03)
  • Reforma trabalhista: quadro compara legislação e destaca perdas para os trabalhadores (páginas 08, 09, 10 e 11)
Ver essa edição Ver edições antigas

Parceiros:

Direitos reservados - Sindicato dos Bancários e Financiários de Novo Hamburgo e Região