Federação questiona falta de transparência e valor de venda das ações do Banrisul

12 de abril de 2018

fetrafi-rs-questiona-falta-de-transparencia-e-valor-de-venda_9f7ba2cf43203000f80c6e1f226af1ad

Na tarde da última sexta-feira, dia 6 de abril, o governo Sartori, do MDB, comunicou através de fato relevante que não venderia mais ações do Banrisul. Porém, o governo voltou atrás na segunda-feira, dia 09 de abril, quando usou o jornal Zero Hora para divulgar que ia vender ações novamente do Banrisul. E foi tudo muito rápido e sem transparência. A venda aconteceu no início da tarde desta terça-feira, dia 10. Em 15 minutos, 26 milhões de ações do Banrisul foram vendidas, gerando apenas R$ 484,9 milhões aos cofres do Estado, valor insuficiente para pagar 1/3 da folha do serviço público do Estado. Cada ação foi vendida por R$ 18,65. O pedaço negociado foi de 12,75% do capital social das ações preferenciais e 6,35% do capital total. Com isso, só resta ao Estado 50,6% do capital total do banco.

Enquanto mais uma fatia do patrimônio público dos gaúchos era vendido pelo governo Sartori, os bancários protestavam em frente ao DG, em Porto Alegre, em ato em Defesa do Banrisul. Representantes da Fetrafi-RS e do SindBancários de Porto Alegre anunciaram que estudam a estruturação de ações jurídicas para avaliar ilegalidades no processo de venda das ações do Banrisul e para questionar. Para o diretor da Fetrafi-RS e funcionário do Banrisul, Carlos Augusto Rocha, alguém ganhou com essas operações e alguém perdeu. “O governo Sartori atingiu seus objetivos. Entregou ações do banco dos gaúchos. A RBS já disse que vão fortalecer o caixa do governo do Estado e pagar a folha. Não é nada disso. Foi uma parceria para enfraquecer o banco e baratear a sua venda. É uma total falta de transparência. Alguém sabe quem ganha com esta venda? Não é possível que haja de forma tão escondida e faça uma operação muito suspeita. Ontem (segunda-feira, 9/4), as ações estavam em média a R$ 20. Hoje (terça, 10/4), as bolsas caíram e venderam por R$ 18,65”, denunciou.

O diretor da Fetrafi-RS e funcionário do Banrisul, Fábio Soares, também questionou o valor de venda das ações. De um dia para o outro, desde o anúncio, até a queda no Ibovespa tiveram repercussão no mau negócio feito na terça-feira. “A venda do lote foi feita por um preço muito baixo. É uma vergonha. Na sexta disseram que não iam vender por fato relevante. E agora venderam sem fato relevante nenhum. Entregaram a nossa empresa a preço de banana. Não pode tratar assim a sociedade gaúcha. E quando entrega, entrega pelo preço mínimo” detalhou Fábio. De fato. As ações chegaram a R$ 20 na segunda-feira e desabaram para R$ 18,65. Mais um péssimo negócio feito pelo conluio entre governo Sartori e diretoria do Banrisul.

Fonte: Fetrafi-RS

Localização

Rua João Antônio da Silveira, 885, Centro, Novo Hamburgo

Revista ContraOrdem

Contra Ordem nº 2
junho/2018
Ver essa edição Ver edições antigas

Novidades pelo whatsapp

Inclua o número (51) 99245-5813 nos contatos do seu celular.

Parceiros:

Direitos reservados - Sindicato dos Bancários e Financiários de Novo Hamburgo e Região