BB – A importância do Delegado Sindical – Direitos e Deveres

15 de março de 2021

Em março, bancários e bancárias da nossa região vão escolher os seus delegados sindicais. No caso do Banco do Brasil, as eleições acontecem nos dias 25 e 26, das 9h às 13h, nas agência bancárias. Mas, você sabe o que faz o delegado sindical e sua importância?

O delegado tem o papel de manter um forte elo de ligação da entidade sindical com os empregados do Banco, representando e organizando, a partir do local de trabalho, as campanhas do movimento sindical. Devendo levantar, debater e encaminhar as reivindicações específicas dos locais de trabalho e do conjunto dos empregados junto à empresa.

Ele também atua como um fiscal para garantir que os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras sejam respeitados e de que o ambiente de trabalho é tranquilo e pacífico. Mas também, é muito mais que isso.

Confira alguns direitos e deveres do delegado sindical:

Deveres:
– Atuar como ele entre a entidade sindical e os empregados do banco;

– Debater com os colegas e encaminhar as reivindicações específicas dos locais de trabalho junto à empresa;

– Organizar as campanhas do movimento sindical;

– Fiscalizar que os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras estão sendo cumpridos e respeitados;

– Comparecer a todas às reuniões marcadas. Aquele delegado Sindical que faltar a 3 (três) reuniões estará destituído, porém com direito a recursos junto à Coordenação;

– Fiscalizar e fazer cumprir acordos salariais;

– Deverá se submeter às instâncias da categoria bancária (Assembleias, Encontros Nacionais, Comando Nacional, etc.).

Direitos:
– Levantar, debater e encaminhar as reivindicações gerais e específicas a partir do seu local de trabalho, e da sua região eleitoral, junto às entidades sindicais e respeitando às deliberações dos Encontros e Assembleias Nacionais;

– Estabilidade: o delegado sindical não pode ser demitido ou transferido até 1(um) ano após o fim do mandato;

– Auxiliar as entidades sindicais na organização e mobilização dos trabalhadores e trabalhadoras;

– Compor com as entidades sindicais a Mesa de negociações no que se trata de reivindicações específicas do quadro de empregados do Banco do Brasil;

– Comparecer e levar seus colegas a todos os eventos da categoria;

– Sindicalizar, no local de trabalho;

– Distribuir, no local de trabalho, as publicações das entidades sindicais;

– Auxiliar, juntamente com as entidades sindicais, na preparação de Encontro de Base.

Localização

Rua João Antônio da Silveira, 885, Centro, Novo Hamburgo

Revista ContraOrdem

Contra Ordem
Agosto 2020
Ver essa edição Ver edições antigas

Novidades pelo whatsapp

Inclua o número (51) 99245-5813 nos contatos do seu celular.

Parceiros:

Direitos reservados - Sindicato dos Bancários e Financiários de Novo Hamburgo e Região